Os processadores Intel BayTrail, uma versão melhorada para reduzir o consumo de energia quando não se está a utilizar o processador ( IDLE ) ou quando esta utilização é insignificante, está a causar alguns problemas nos mais recentes kernels do Linux. Ao que tudo indica, quando o processador entra no modo IDLE, tal como um carro em que está a trabalhar mas não está a ser conduzido, o processador comporta-se como se estivesse desligado, não permitindo a sua reativação e consequentemente o sistema congela, comportamento parecido a um computador em que lhe foi removido o processador de repente. Como solucionar o problema? Como ainda não existe uma solução, apenas se consegue contornar o problema. Para tal, define-se o valor de uma constante no kernel, para que este nunca tente enviar uma ordem ao processador para entrar no modo IDLE profundo. Com esta solução o consumo de energia vai ser superior ao que o fabricante pretendia em IDLE, no entanto só assim se consegue ter um sistema estável. Como sudo, abrimos o ficheiro /etc/default/grub e devemos encontrar uma linha com GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT=" ... Devemos acrescentar a seguinte informação: intel_idle.max_cstate=1 Exemplo: GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT="quiet splash intel_idle.max_cstate=1" Depois devemos guardar o ficheiro e executar sudo update-grub. Depois reinicie o computador e este, quando reiniciar, já não deve apresentar os mesmos sintomas. Relatório do problema e explicação técnica detalhada: https://bugzilla.kernel.org/show_bug.cgi?id=109051
August 16, 2016, 02:39 am
É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo deste site sem prévia autorização do autor.

Contacto: [email protected]